Thursday, February 14, 2008

Looking Gooooooood !

Daí que em Cingapura (or Singapore, if u prefer) eles inventaram uma linha de cosméticos chamada: "Looking Good for Jesus", algo tipo 'ficando bonita/bem por Jesus'.


Daí que deu quiprocó né?! Meia dúzia reclamou daqui, meia dúzia rebateu de lá...

Os marketeiros da 'Estácio' de lá foram tão marotos que lançaram um batom chamado 'Santa Baunilha' o qual eles disseram 'salva sua reputação e mais!"
Ah, um dos produtos mais vendidos era um tal de "Get Tight with Christ", algo como 'se aproxime de Jesus' que era um hidratante para as mãos e corpo.

...

Mas aí a galera tanto reclamou que acabaram proibindo a venda dos produtos com estas embalagens.

Olha, eu não sei não..um lado meu acha a idéia altamente criativa e pop, um outro lado me diz que com religião não se deveria 'brincar' ou fazer piadas, ainda mais com cosméticos, que são feitos para enaltecer a vaidade humana...
Daí lembrei que um monte de gente tem camiseta com imagem de Buda, símbolo do 'Om' e um monte de outros mais-mais....mas eu que não vou me meter a defender nenhum ponto de vista a respeito dos cosméticos.
Apenas acho q tem jeito de ser 'espertinho' e 'clever' sem desrespeitar ninguém.

p.s: eu, pessoalmente, não me senti ofendida.

5 comments:

Samantha Steil. said...

ui!
devo te dizer, que gostaria muito de terminha camisa guerreira da moranguinho! iria botar suja num quadro e dizer "orgulho de não lavar" hahashahahahah


prazer flor, Samantha.

Andreia said...

Ah....não gostei, não achei de bom gosto. Sei lá, meio desrespeito com a Bíblia e igreja.
Quanto às camisetas, existem várias com a imagem de Jesus e outros santos, é normal. Agora nunca ví uma imagem do Buda por exemplo no pote do In Natura ou qualquer coisa assim.........

Decepcionada com a raça humana.....

Bella said...

tb não me senti ofendida pessoalmente, mas acho complicado msm esse tipo de brincadeira.
bjs

Ingrith said...

Eu achei tão fofo os produtos!!!

Queria todos! hehe

Helen said...

Ah, não me ofendi tb, não!
Mas depois de virar adulta de verdade acabei ficando meio afastada de religiões.
Quando era adolescente, tinha um padre aqui na roça que dava uns sermões muito alto-astral, sabe. Do tipo, na sexta-feira Santa, enquento o resto do mundo Cristão lamentava a morte de Cristo, ele dizia que a gente deveria celebrar o Amor que ele dedicou a nós, morrendo pra nos salvar do pecado original e tal. Eu acho uma abordagem super válida, que não afasta as pessoas impondo a culpa e sofrimento.

Mas isso é uma questão bem pessoal, né?

beiju!