Saturday, August 16, 2008

Da dor da perda.


Ice não está bem.

Smirnoff se foi.



Eu poderia começar dizendo o quanto eu a amava, ou o quanto eu estou sofrendo agora..ou o quanto dói perder um ser querido.


Honestamente...eu não sei como começar, eu não sei o q dizer ou o q escrever...


Ok...meus olhos estão cheios d'agua e tudo q eu consigo pensar é q eu queria estar enganada..queria q fosse uma brincadeira de mau gosto, uma idiotice de outro alguém..mas não é. Dói muito perder alguém q se ama...ela era tipo a minha filha....um pedaço de mim morreu hoje....um pedaço bonito, um pedaço de mim q todo dia de manhã vinha correndo e miando q nem uma louca pelo corredor quando a gente abria a porta do quarto...


Eu fico aqui lembrando de todo o carinho q gente teve durante a recuperação dela depois da cirurgia dela..quando a gente castrou...eu não sei o q escrever...a minha cabeça quer explodir...eu não quero acreditar.


Eu fui lá embaixo e ela não tava lá....eu chamei...eu assoviei....eu olhei, procurei e nada...ela não estava lá....acho q aceitar a partida de um ser q se ama sem ver de fato...é muito mais difícil. Fica sempre aquela esperança...a gente quer se enganar, precisa se enganar...quer acreditar q de repente ela tá lá...perdida...num cantinho quietinha..esperando ser resgatada..mas não...acho q não...sei q não.


Eu quero q essa dor passe....eu quero acreditar q em breve a gente vai estar bem...eu quero tentar ser budista e acreditar de verdade na reencarnação dos animais...eu quero ser madura o suficiente para entender q cada ser tem o seu tempo na terra....mas não dá.


O estômago me dói...a cabeça explode.....o q eu faço?


Quem vai tirar essa dor do meu peito?

Quem vai me fazer ter fé nas minhas crenças novamente?

Quem vai miar e me arranhar todo domingo de manhã?




A gente mora no sétimo andar...


Ela não tinha nem um ano ainda...completaria em outubro/novembro...



Eu quero uma anestesia geral..eu quero dormir e quero parar de sentir..porque no momento tudo q eu consigo sentir é dor, saudade e um vazio imenso aqui dentro.



eu realmente não sei o q escrever..eu queria chorar tudo hoje, esvaziar o peito..aliviar essa dor na boca do estômago...mas acho q ainda leva um tempo...
Eu não sei perder quem eu amo..eu não sei não me envolver..eu não sei ser tão fria e gelada quanto eu pareço....
Eu quero dormir e acordar amanhã e escutar o miado dela..sentir ela mordendo a minha perna e implicando comigo desde de manhã....
Eu quero q essa dor passe.
Por favor.

25 comments:

Lekkerding. said...

Eu juro que não entendi. E também prefiro acreditar que se trata de um passeio - proibido por sinal, e do qual ela vai levar muitas broncas quando voltar.

Se ela morreu mesmo, é fisicamente impossível que não haja nada pra enterrar. É bom ir chamar o síndico, os zeladores, o pandemônio, e organizar uma busca por ela. Pois talvez ela esteja vivinha numa aventura na lixeira, ou enfiada na máquina de lavar, ou no seu forno, ou no elevador, ou nas escadas... Ah, os gatos.
Espero que dê tudo certo - seja qual for o resultado dessa busca - e que você fique bem. Muita gente não acredita, mas o bicho de estimação mais difícil de perder é o gato. Porque eles escolhem a quem amar. E nos fazem apaixonar perdidamente.

Barb. said...

Já passei pelo mesmo.. e eu não estava lá, estava longe demais... eu também queria acreditar que talvez estavam errado, talvez se enganaram, não podia ser.. mas não teve jeito, tive que viver com essa dor de perda por um bom tempo... e só mesmo o tempo faz com que essa dor passe.
e quem vê de fora ou nunca passou por isso, nunca entende, por isso, só o tempo...
melhoras

Aline T.H. said...

A perda sempre dói demais, quando amamos. E, além de concordar com o que você disse, a única coisa que posso dizer é que você vai acreditar de novo, sim. A minha filhota ficou comigo 20 anos (pra uma poodle é demais MESMO) e mesmo assim eu não queria acreditar quando ela se foi. Mas a gente acredita de novo, sim, e a sua filhota vai estar de volta logo, logo.

Um beijo muito grande pra você.

RAW SUGAR said...

ai chuchu. nem sei o que te dizer. fiquei pensando nos meus três aqui, principalmente no pedro henrique. eu o amo muito. um amor incondicional. ele só me traz carinho e risadas. não gosto nem de pensar em perdê-lo. mês passado ele emagreceu [por causa do troca de ração] e pensei que fosse algo sério já que ele tem 10 anos, e fará 11 em setembro. graças a Deus não era nada e qd o vet me disse que ele tava saudavel comecei a chorar. Só de imaginar perdê-lo chorei de soluçar como há muito tempo não chorava. Ele é o amor peludinho da minha vida e é muito grudado comigo.
Força. Se quiser conversar me liga, me mande um e-mail.
Pense que é melhor ela ter ido pro céu, ficar mais perto dos anjos, do que ficar aqui mal, triste, sofrendo muito,cansada, e fazendo vcs chorarem. Pense nisso! Ela agora tá muito melhor do que nós todos!
Ah, voltei a ter um blog. Mas ninguém pode comentar nele. Sorry, mas dessa vez vai ser assim. Dps te explico mió.
bjusssssssssssss e miados de três gatinhos lindos que torcem por vc daqui. ^^

ora bolas

Cinthya Rachel said...

vai passar meu amor, vai passar. se precisar estamos aqui

Ana said...

Me sinto assim cada vez que perco um dos meus amores. O Goró foi o gato que tivemos por mais tempo, também passou um tempo internado, voltou bem, viveu mais dois anos, piorou, e quando morreu eu quis ir junto com ele. Como faz falta...

Força aí, querida. A dor forte acaba passando, o que não passa nunca é a saudade.

Tamy said...

Oi minha linda, eu sei como é perder um bichinho que a gente ama tanto. Minha July morreu ano passado, fiquei mal mesmo, mas tudo isso passa... quer dizer, o sofrimento passa, pq esquecer nossos amores a gente não esquece jamais...

bjos e fique bem!!!!

Tamy said...

Voltei...

olha oq eu achei nesse site que pode dar uma animada em vc?

http://www.eblogtemplates.com/curious-cat/

nesse site tem o template com um gatinho lindo. Achei que seria uma forma de homenagear o seu gatinho.

Dá uma olhada e vê se vc gosta...

bjos

Maíra Brito said...

oh, céus!
chora bastante e deixa a calma vir. a dor passa. deixa um rastro estranho, uma cicatriz, mas passa.
a ausência dela vai te fazer lembrar de várias coisas boas q vc viveu. essa é a recompensa q ela te deixa.
bjoss

helen said...

Ah, meu bem, te entendo também, viu. E sei que a dor é insuportável. Mas já que você está decidida a mergulhar nela - na dor - vai chegar um momento em que não haverá mais alternativa além de subir pra respirar. Sofra mesmo, expresse, a gente tá aqui. Em algum momento vai começar a aliviar o peito e você vai poder aceitar. Porque é assim, porque não tem outro jeito. Mas amor não morre, amor não some. Vai ser uma lembrança boa de tudo que ela compartilhou com você.

um beijo!

Ingrith said...

Oh Ice, doi mesmo... nem sei o que dizer...

Milena said...

Aiiii Ice! Eu sei o que vc ta sentindo! Mas olha: pensa assim: Nossos bichinhos têm mesmo que partir antes de nós, pq se fosse o contrário, quem cuidaria deles?
Vai passar. E vai ficar uma lmebrança linda, gostosa! Eu juro!!

Beijos linda!

Olly said...

vai passar! nem sei do que ela morreu, mas vai passar!!!! Eu senti isso com o Jack ( meu cavalo), senti isso com a layka este ano... é foda... mas vai passar!!!! beijos

lolo said...

Ai meu deus, que triste!! Eu não sei lidar com perdas também, nem o que falar nessas horas. Mundo cocô, só isso que eu sei :(

Elise said...

Que merda, chérie.
Não quero nem pensar se fosse com o Jack.
Desculpa não ter falado nada antes; fiquei o finde todo sem teclado.
Força.
E como vc diz, keep walking....
Beijas.

Renata R. said...

Querida, é insuportável, eu sei.
Perdi minha filhotinha, com quinze anos, e foi o pior momento da minha vida. Eu estava ao lado dela. E choro quando lembro. E todos os dias eu lembro.
Nada do que me falavam me fazia melhor.
Isso já faz três anos. E a dor e a saudade ainda existem. Mas o desespero já foi embora.
Eu sinto muito, muito, muito pela sua gatinha linda. Eu sinto muito por não conseguir dizer algo que amenize sua dor.
Eu gosto muito de você, chuchu. E queria poder te dar um abraço.

fabiana said...

Ô gente! Aguenta firme Ice!

Andréa Ramos said...
This comment has been removed by the author.
Andréa Ramos said...

Primeiro,lamento profundamente querida.
Tenha calma,aos poucos essa dor melhora aí ficará só a saudade.
Deve ser muito complicado,nos apegamos aos bichanos né.
Agora deixe eu te fazer uma pergunta:vc deixou um recadinho lá no meu blog dizendo ser bizarro.Será que aquele email é mentiroso?
Foi uma moça com a qual sempre falo por email que me mandou.
Pelo menos no hospital a médica estava fazendo alguns testes com meu pai que pareciam com esses dsecritos no email.
Agora eu fiquei confusa Ice.
Ajude-me por favor.
Beijos

Carol said...

Sei bem o que é isso. Perdi meu gatinho há dois anos e quase morri junto de tanta dor que senti! Me recuperei adotando a Mel, tirando ela de um abrigo me fez um bem enooorme e amenizou a minha dor..

Se quiser, lhe ajudo a achar outro bichinho que vai lhe amar incondicionalmente...

bjs,
Carol (jannuzzi_carolina@hotmail.com)

Daniely Novo Kamaroff said...

LAMENTO MUITO MESMO...SEI O QUE É ISSO...LAMENTO...

Andréa Ramos said...

Entendi,sabe como é,a minha intenção era de ajudar outras pessoas enão espalhar babaquices por aí.
Meu,do jeito que eu ando insana é sempre melhor consultar as pessoas antes de mais nada.
Obrigada amiga.
Beijos

De AllStar ao Salto Alto Rumo ao Nirvana said...

Porque não falou? Passei por isso com a Pandora, lembra? Eu prometi a mim mesma que ela não iria partir! Fiz até banho de obaluaê pra ela, acendi vela pra exú caveira ( sim...ele leva as doenças embora ) perdi até o medo...a fé move montanhas..e hj ela está serelepe..até o vet se surpreendeu...disse que a recuperação dele é incrivel...

No fundo eu sabia que podia perdê-la e não ia permirtir..lutei contra a morte e venci!

Se quiser conversar...aqui estou eu!!!

As partes interessadas said...

ô, baby, tá doendo, né? eu sei... meggy me deixou no ano passado. tinha só 4 anos... mas ela tava sofrendo, muiiiito, e acabei acreditando - ou tentando - que foi melhor pra ela... sua dor vai passar, vai sim, viu? e vai sobrar só a lembrança boa dela. poder lembrar tb é bom, conforta o coração.
bjos, fica bem.
neném, minha primogênita, tá com 11, ceguinha, cataratenta, mas firme e forte! passei a cuidar melhor dela pra não ter o mesmo 'destino' que a 'irmã'...

Drica Menezes said...

q coisa mais triste menina! t entendo tbm tenho uma gatinha e sei como é.....mas será q ela morreu mesmo?! pq se vc nao encontrou nada......um bjao pra vc!!