Thursday, May 7, 2009

Independência ou Carência ???




Então....daí q eu tenho uma questão pra vcs meus adorados leitores.


Vcs cogitariam pegar alguém de um nível social mais baixo q o seu?


Tipo, tem um guardador de carro aqui na rua onde eu estaciono que é suuuper simpático, um doce, todo dia fala comigo, pergunta como eu estou, se estou melhorando da gripe, pergunta como foi o meu final de semana, se eu vou viajar no feriado....enfim.. um fofo.


Daí que eu comecei a ver q ele é bonitinho....e só..nada além disso..só conclusões próprias em primeira pessoa e daydreamings dispersos entre as insanidades do dia-a-dia...


Mas aí eu lhe pergunto cara leitora, vc acha q isso é total desapego às normas sociais ou é pura carência?



Você namoraria um porteiro, um guardador de carro, um motorista de van ???


Fiquei pensando que isso pode ser uma prova de total rebeldia contra os padrões sociais...ou uma prova de total falta de amor próprio...enfim, tenho motivos para defender a causa e mais outros tantos para destroçar a idéia.


Mas é sério, não é um caso de "menina do asfalto namora menino da favela"...é um caso de "menina ganha 10vzs mais que menino"....



Difícil...mas é algo a se pensar..


Pensaê!

13 comments:

Maíra Brito said...

sei não. acho q não. estranho...
mas quem sabe escondido?? emocionante, quem sabe?
sou uma burguesa mesmo, blerghhhh!

Alexsandra Moreira said...

Menina que coisa né?

Acho que a princípio é um pouco de carência sim. Nada que impeça o rolo começar. Se atrair, se for cheirosinho, bonitinho, safo... Se com o tempo outras coisas não casarem, aí a casa vai cair. Mundos diferentes...

bjs

Monica Vieira said...

Eu só comeria!

Elise said...

Seguinte: nível social mais baixo, até poderia rolar. Nível intelectual, não.
Porque, sabe, por esses azares da vida, pode ser que a pessoa tenha um sub-emprego, mas seja inteligente, culta, antenada...
Vai saber porque o cara tá naquele emprego, né? Se eu estivesse na pior e precisasse, faria qq negócio: faxina, guardar carro... (tá, é maneira de dizer, mas vc entendeu)

Agora, se existisse um abismo intelectual, não conseguiria. Eu preciso muito de papo, mesmo que seja só cama...
Preciso ser do mesmo nível intelectual, ser do mesmo mundo e sintonia...

Mary_Flor said...

E por que não!
Pessoas, com sentimentos, vontades, aspirações...
Quando se trata de nivel social, acho que não haveria problema nenhum.
Mas nível intelectual..ah..aí sim!

Pra mim, não existe essa de mundos diferentes nem nada disso!
Muitas vezes (não generalizando), mais vale um pobre e duro legal do que um playboy mauluco e mimado..Odeio!

Beijos

Thania said...
This comment has been removed by the author.
Thania said...

Assim, se eu disser q namoraria de boa talvez estivesse mentindo um pouco e tivesse querendo parecer "a menina desprendida de preconceitos e tal" mas tb se eu disser q não namoraria de forma alguma estaria saindo um pouco da forma com q eu penso, sobre valores, preconceitos e tal! Portanto, volto a estaca zero..rs...ñ sei!
Acho q se rolasse quimica, tesão sei la, talvez sim....
Mas tb acho q o q se diz em relação à $$$ é meio supérfluo...o foda é qdo o cara é bonito, cheiroso e etc, porém BURRO...daí o bicho pega feio...acho bem pior ele ser burro do q ser pobre! O pobre pode virar rico (sei la...rs) mas o burro dificilmente virará inteligente....e eu acho extremamente broxante homem burro....mesmo q seja LINDO...rs

Bjoxxx

Ylana said...

Nao acho que seja carencia necessariamente... as pessoas sao pessoas antes de ser "guardador de rua". Talvez vc consiga ver isso nele. Mas te conto que eu já namorei um sujeito de classe mais baixa, e de cor diferente tbm! Era legal... mas tinha o clássico problema de q eu queria falar de Niezstche e ele nao entendia mto bem. Ou nossas opcoes de saída eram mais limitadas por conta do lance da grana. ...É sim um caso a se pensar.

Marcelo Azevedo said...

concordo com Elise!

PAola

said...

Olha, as diferenças aparecem e podem dificultar as coisas.
Pode acontecer? Pode. Mas ...
Eu quero um que esteja, no mínimo, no mesmo nível que o meu. Na boa mesmo!
Como diz o meu pai: "É dá murro em ponta de faca".
Mas cada um é cada hum.

Anonymous said...

Puro preconceito!!

Preferia alguém que ganhasse o mesmo que você, ou mais, com o mesmo nível de cultura e que nem te desse os bons dias, que não se preocupasse consigo?
Há gente de alta que bate feio, você queriria alguma coisa com esse??

O que, para você, interessa mesmo numa relação?
Não há nada melhor do que alguém que nos trate bem - em todos os "sentidos"!, até pode conduzir carro de agencia funerária.

Carol said...

O Sr. Anônimo, amor nua casinha de sapê só é bom na primeira semana. Deixa ela comprar um presente caro para ele e o namo não puder retribuir para ver o que acontece!

Não é questão de preconceito, mas questão de compatibilidade. Um relacionamento assim é fadado ao insucesso, diferenças não só sociais, mas com certeza também culturais.

Milena said...

Já peguei!

hahahahahahahaha
bjo